Por que tia? Porque sou tia de muitos e vó só de dois, por isso não é o blog da Vovó Dedê. Aqui esvaziarei o coração quando estiver muito cheio; preencherei minhas noites insones; inicio algo concreto para o tempo de aposentada que se avizinha.
Desejo escrever meu dia-a-dia difícil e revisar com palavras e sonhos meu cotidiano e comunicar meu interior, vivido e experiente. Encontrar amigos, leitores, parentes aos quais oportunamente poderei homenagear.

sábado, 7 de maio de 2011

Por que eu tenho



Assim meio sem querer entrei nessa postagem coletiva – sugestão Da Mirys outra vez! Primeiro, tenho um blog porque gosto de escrever! e me permito errar no idioma em que escrevo, porque acredito que a maior intenção na escrita é o ato da comunicação e como ela disse (esqueci como fazer links, porque me desinteressei...) lá no seu blog: “Adoro escrever, adoro me comunicar, adoro interagir com pessoas. Adoro pessoas!” Ao escrever tenho a pretensão de ter leitores, uns quatro ou cinco me bastam. E escrevo há trilhões de anos... desde o meu diário da adolescência, depois, e concomitantemente, algumas “croniquetas” do meu dia-a-dia, mais um caderno cheiinho de um monte de poesias inéditas, tudo manuscritos ainda não divulgados ou publicados, isto é, tornados público (reservo-me por causa da intensidade das emoções neles contidas) e, por fim, porque sempre desejo melhorar a escrita, porque sou uma eterna aprendiz, inclusive de mim mesma. O blog é portanto, nesses novos tempos, meu diário virtual, meu diário da "envelhescência"...
Mantenho o blog porque um dia não estarei mais aqui e desejo que meus descendentes tenham uma noção de quem fui, de como agia ou como interagia com meus amigos reais e virtuais.
Tenho um blog porque é uma verdadeira terapia para mim, vez que coloco meus neurônios para funcionar e me mantenho acesa, alerta, antenada e plugada na modernidade e isso ajuda a manter-me mais distante do alemão que ataca as pessoas da minha faixa etária.
Escrevo um blog porque navegar preenche muito dos meus momentos de reclusão e, de certo modo, me possibilita encontros não realizáveis se não pela blogosfera. Nesse mundinho especial já conheci dezenas de pessoas com as quais mantenho contato direto rotineiramente.
Escrevo do que sei e do que penso que sei... E eu sei que a boca fala daquilo que o coração está cheio... E, também sei que precisamos nesse mundo de tanta violência, tanto ódio, nesse mundo tão sem limites... tão descristificado, levar Cristo ao outro, aos outros. Cristo Vivo que há em cada criatura, Cristo que é amor, união, fraternidade e Verbo de Deus. Precisamos usar todos os meios de comunicação existente para tornar o Mundo melhor. Para unir cada vez mais. E, um dia de repente eu terei aprendido e poderei então escrever um livro meu propósito anunciado no meu perfil... falei!

P.S. Postado na madrugada porque esqueci de retiraR MAIS CEDO do rascunho, foi até legal porque assim citei a Mirys lá do Diário dos 3... taí ao lado (o link)

2 comentários:

Naina disse...

vou copiar a idéia e escrever pq tenho 1 blog. aliás, já copiei.

Mirys + Guigo + Nina disse...

Tia:

Inventei mais uma e... tem selinho e campanha e proposta pra você, no Diário! Pode mandar para quem quiser!

http://diariodos3mosqueteiros.blogspot.com/2011/05/dia-da-familia-diario-dos-3.html

Bjos e bençãos.
Mirys